EUA classificam 7 novas substâncias e vírus como cancerígenos

O Instituto Nacional de Saúde dos EUA adicionou 7 novos itens à lista de cancerígenos, totalizando 248. Entre eles, um tipo de solvente e o vírus HIV tipo 1

cancerNa nova edição do Relatório sobre Carcinogênicos, o Instituto Nacional de Saúde do Estados Unidos acrescentou sete novas substâncias à lista de cancerígenos, totalizando 248 itens. Destas, seis foram classificadas como “com certeza causam câncer” e uma como um ” carcinógeno humano razoavelmente previsto”.

Entre as novas substâncias estão cinco vírus – HIV tipo 1, vírus linfotrópico da célula humana tipo 1(HTLV ),  vírus Epstein-Barr (EBV), herpesvirus associado ao Sarcoma de Kaposi  (KSHV) e poliomavírus de células de Merkel (MCV) -, o solvente industrial tricloroetileno e o elemento metálico cobalto. Segundo o relatório, os vírus foram associados a mais de 20 tipos de tumor, incluindo câncer de pele não-melanoma, câncer de olho, de pulmão, de estômago e vários tipos de linfoma.

“Dado que aproximadamente 12% dos cânceres humanos em todo o mundo são atribuídos a vírus, e não há vacinas atualmente disponíveis para estes cinco vírus, as estratégias de prevenção para reduzir as infecções que podem levar ao câncer são ainda mais críticas”, disse Linda Birnbaum, diretora do Instituto Nacional de Ciências de Saúde Ambiental e do Programa Nacional de Toxicologia.

O tricloroetileno ou TCE é um solvente industrial usado principalmente para fazer produtos químicos do hidrofluorocarbono. “Há muitas maneiras pelas quais as pessoas podem ser expostas ao TCE. Ele pode ser liberado no ar, na água e no solo em locais onde é produzido ou usado, se decompõe lentamente e pode se mover facilmente no solo em direção a fontes subterrâneas de água potável.”, afirma o relatório.

A única substância que foi incluída no relatório mas que os cientistas ainda não têm certeza se ela certamente causa câncer é o cobalto e seus derivados. “O cobalto é um elemento de ocorrência natural usado para fazer ligas metálicas e outros compostos metálicos, como equipamentos militares e baterias recarregáveis. A maior exposição ocorre no local de trabalho e de implantes cirúrgicos fracassados.”, afirmou o relatório. Embora também seja encontrado na vitamina B12, os pesquisadores afirmaram que essa forma do elemento não libera íons e, por isso, não é considerada cancerígena.

No entanto, os autores ressaltaram que mesmo se você estiver exposto a algum elemento cancerígeno – seja um vírus, um produto químico ou radiação – isso não significa necessariamente que você vai desenvolver câncer. “A maioria das pessoas agora sabe que fumar causa câncer de pulmão, mas apenas 11% dos fumantes têm câncer de pulmão. Algumas pessoas são mais suscetíveis por causa de genética, estilo de vida, nutrição ou idade quando a exposição ocorre.”, disse Birnbaum.

Os pesquisadores recomendam que as pessoas conversem com seus profissionais de saúde sobre como minimizar seus riscos comportamentais. Em relações aos itens virais adicionados, a principal forma de prevenção é o sexo seguro e o não compartilhamento de agulhas. “Vovó disse, ‘é melhor prevenir do que remediar’ e eu realmente acredito nisso”, disse Birnbaum.

Fonte: Veja

‘‘O qual por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação.’’ Romanos 4:25 (clique aqui e se surpreenda)

Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s