Açúcar continua fazendo mal, mas não deixa as crianças hiperativas

Apesar da crença popular, médicos pesquisadores apontam outros fatores que fazem com que os pequenos fiquem agitados

acucarMuitos pais acham que o açúcar deixa as crianças agitadas, mas não é verdade. Vários estudos científicos foram feitos para achar uma resposta para essa dúvida, e todos relataram o mesmo resultado: açúcar não deixa as crianças hiperativas. Mas, considerando o quanto os pais conhecem bem seus filhos, como esses resultados podem fazer sentido? A resposta está na forma inteligente que os médicos acharam para examinar como o açúcar afeta o comportamento.

Os pesquisadores reuniram várias crianças mais ou menos da mesma idade e origem socioeconômica. Elas foram divididas em dois grupos. Um grupo recebeu uma dieta normal, enquanto o outro seguiu a mesma dieta com um tanto adicional de açúcar escondido na comida, de forma que não pudesse ser percebido. Ninguém – nem as crianças nem os pais nem os médicos – sabia quais crianças receberam qual dieta. Um código especial foi utilizado para que os resultados pudessem ser avaliados depois, quando o estudo estivesse concluído. Esse tipo de pesquisa, chamado de “duplo-cego”, evita que tanto os pesquisadores quanto os voluntários deixem que qualquer viés inconsciente – isto é, tendências que não sabemos que temos – afetem os resultados.

Se não é o açúcar que deixa as crianças hiperativas, por que é que os pais acreditam nisso? A explicação está em duas situações que os pais presumem. Antes de tudo, é fato que as crianças consomem muito mais açúcar do que o normal em eventos especiais como festas de aniversário, na forma de bolo, sorvete e refrigerante. As crianças adoram festas de aniversário não só por causa das guloseimas, mas também porque elas têm a oportunidade de brincar com os amigos num ambiente divertido. É a atmosfera festiva que deixa as crianças hiperativas, não o açúcar.

O outro fator é que os pais vêm culpando o açúcar pelo mau comportamento das crianças há décadas. Aposto que os seus avós diziam a mesma coisa aos seus pais quando eles eram crianças. A repetição dessa teoria ao longo de um período tão longo de tempo faz com que ela pareça verossímil. O que aconteceu com o açúcar é parecido com a crença de que as crianças vão pegar resfriado se saírem com o cabelo molhado em um dia frio. Também já foi provado que isso não é verdade, mas muita gente ainda acredita que seja.

Altas doses – A indústria alimentícia sabe que as pessoas têm um vício em açúcar, por isso coloca açúcar aos montes nos seus produtos. Como resultado, é possível que você não saiba o quanto de açúcar há na sua dieta. Muitas marcas populares de iogurte contêm 20 gramas ou mais de açúcar adicional (a American Heart Association recomenda que as crianças limitem seu consumo de açúcar a 25 gramas por dia). Então, da próxima vez que você quiser fazer um lanchinho, você pode fazer um favor ao seu corpo e pegar uma maçã ou um punhado de morangos em vez de uma caixa de biscoitos de chocolate.

Fonte: Gazeta do Povo

‘‘Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.’’ Isaías 40:8 (clique aqui e se surpreenda)

Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s