Um em cada cinco casos de tuberculose é resistente a tratamento

Especialistas alertam para risco de ‘epidemia global sem precedentes’.

tuberculose amostraA tuberculose é a doença infecciosa que mais mata no mundo, superando até mesmo a temida AIDS. Apenas em 2015, foram 1,8 milhão de mortos, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. Apesar de novas drogas com potencial para combater cepas resistentes estarem surgindo, especialistas alertam que sem o diagnóstico correto, rastreamento dos casos e protocolos de tratamento, a efetividade desses medicamentos pode ser perdida rapidamente.

— A resistência a drogas contra a tuberculose é um problema global que ameaça os esforços para erradicação da doença — disse à Reuters Keertan Dheda, professor da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, que coliderou estudo publicado no periódico “Lancet Respiratory Medicine”. — As taxas de cura para tuberculose resistente são baixas, e as pessoas podem continuar infectadas.

A tuberculose é uma infecção bacteriana normalmente tratada com uma combinação de antibióticos, mas o uso excessivo dessas medicações em todo o mundo provocou o surgimento de “superbactérias”, cepas imunes ao tratamento. A maior ameaça é de bacilos multirresistentes, imunes a duas drogas essenciais de primeira linha, isoniazida e rifampicina, ou mesmo a fluoroquinolonas e outros fármacos de segunda linha.

Transporte pelo migração – Cerca de metade dos casos globais de tuberculose multirresistente se concentra na Índia, China e Rússia, mas a migração e as viagens internacionais transportaram essas cepas para praticamente todo o mundo. David W Dowdy, especialista na doença na Escola de Saúde Pública da Johns Hopkins, nos EUA, alerta que na próxima década “é bastante possível que nós veremos uma epidemia de tuberculose multirresistente de escala global sem precedentes”.

— A diferença para esse resultado está menos com o patógeno e mais com a vontade política de se priorizar (o combate à doença) — disse Dowdy. — A tuberculose multirresistente não está parada, e nós também não podemos ficar.

Fonte: O Globo

‘‘Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda.” Filipenses 1:18 (clique aqui e se surpreenda)

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s