CFF: Logística reversa em pauta

descarteO Grupo de Trabalho sobre Descarte de Medicamentos na Logística Reversa do Conselho Federal de Farmácia (CFF) está ultimando os preparativos para o “I Encontro Interinstitucional de Logística Reversa de Resíduos de Medicamentos”, programado para o dia 19 de abril de 2017, em Brasília. Na semana passada, o GT se reuniu com Paulo Henrique Costa, coordenador da PHCFOCO – Sistema de Informação. A empresa assessora a Associação Brasileira de Aerossóis e Saneantes (Abas), que congrega as indústrias da área na implantação do programa de destinação de embalagens vazias de inseticidas e raticidas. O programa atende empresas desinsetizadoras e prefeituras (que utilizam esses produtos para combate de pragas urbanas).

O objetivo da reunião foi conhecer a experiência da Abas, que tem garantido, por meio do Programa Cidade Sustentável livre de embalagens vazias, a destinação adequada de um número cada vez maior de recipientes de praguicidas. Segundo informou Paulo Henrique Costa, são 16 fabricantes participando do programa e 63 mil quilos recolhidos em 20 estados, o que representa 17% do total descartado. No início eram apenas 4%. Por exigência de resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) – a RDC nº 52/2009, o descarte dessas embalagens não pode ser feito no lixo comum, assim como ocorre com frascos e resíduos de medicamentos.

De acordo com estudo de viabilidade técnica realizado pela Universidade de Campinas (Unicamp), de São Paulo, o Brasil descarta entre 11 a 19 mil toneladas de resíduos de medicamentos ao ano. Hoje, a coleta para o descarte adequado é feita voluntariamente e não se sabe quanto desse resíduo tem destinação adequada. “O desafio proposto pelo GT, que será debatido durante o encontro, é regulamentar a coleta para a totalidade desses resíduos sejam incinerados ou reciclados”, comenta a coordenadora do GT, Rossana Freitas Spiguel. Também participaram da reunião os integrantes do grupo, Gilberto Dutra, presidente do CRF-ES, e Simone Ribas, da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, e o farmacêutico Jarbas Tomazoli, do CFF.

O presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, destaca a importância da articulação que vem sendo construída entre os diversos agentes envolvidos com a questão. “Esse é um problema de saúde pública. Com o apoio do Sistema Nacional de Justiça, que reúne os órgãos vinculados ao setor, assumimos o protagonismo dessa luta e estamos certos de que o encontro que estamos promovendo será um importante passo no caminho para uma solução definitiva que venha beneficiar toda a sociedade”, afirmou. Para participar do “I Encontro Interinstitucional de Logística Reversa de Resíduos de Medicamentos”, basta clicar aqui. As inscrições são gratuitas e as vagas, limitadas.

Fonte: CFF

‘‘Disseram então os apóstolos ao Senhor: Acrescenta-nos a fé.” Lucas 17:5 (clique aqui e se surpreenda)

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Notícias. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s