Compartilhar prescrições nas redes sociais pode configurar crime

receita rede socialA veiculação de prescrições nas mídias sociais (whatsapp, facebook, entre outras), com qualquer sinal identificador do paciente ou do prescritor, não deve ser realizada, por ser fato potencialmente danoso aos direitos de personalidade do paciente e do prescritor e, portanto, pode ser causa de responsabilização cível, criminal e ética do profissional farmacêutico.

Informações sobre a saúde de um paciente a ele são relevantes e integram sua vida privada. Assim, a divulgação de medicamentos a ele prescrito fere sua privacidade e intimidade, visto que é uma informação pessoal. Já quanto ao prescritor, a divulgação da prescrição por ele elaborada poderia comprometer a honra deste profissional. Desta forma, a simples veiculação da prescrição, com a identificação do paciente e/ou do prescritor, pode configurar um dano.

Fonte: CRF-SP

“Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”  Filipenses 3:14 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

rodapé farmácia curitiba

Anúncios
Publicado em Notícias | Publicar um comentário

Leishmaniose avança no sul do Brasil

Primeiros casos da doença aparecem em Porto Alegre e Florianópolis; pesquisadores falam em expansão do ciclo de transmissão silvestre.

mosquito LeishmaniosePorto Alegre e Florianópolis registraram casos de leishmaniose visceral humana pela primeira vez na história. Por trás do avanço da doença, cuja prevenção pode envolver a eutanásia de cães, estão questões de vulnerabilidade social, migração, mudanças climáticas e até de ocupação irregular de áreas de mata.

Caracterizada por sintomas pouco específicos, como febre de longa duração e perda de peso, a leishmaniose visceral nem era considerada nos protocolos de saúde do sul do Brasil, tanto que os primeiros casos em Porto Alegre começaram a ser tratados como suspeitos de leucemia.

A doença é causada por protozoários do gênero Leishmania , transmitidos por mosquitos. Em estágio mais avançado, a doença causa inchaço do fígado e do baço, comprometendo o correto funcionamento do sistema hematológico, e pode atingir também a medula óssea. Se não tratada, a leishmaniose pode levar à morte em 90% dos casos, segundo o Ministério da Saúde.

A primeira morte na capital gaúcha foi registrada em setembro de 2016. Nos meses seguintes, foram detectados quatro novos casos em Porto Alegre. Três pessoas morreram. Em agosto passado, Florianópolis registrou a primeira contaminação humana. Atualmente, dois pacientes são monitorados na capital catarinense.

O que chama atenção é que não foi identificado na região o vetor tradicional de transmissão presente nas demais áreas urbanas do país, o mosquito-palha ( Lutzomyia longipalpis ). Por isso, os cientistas acreditam que o inseto responsável pela transmissão da doença no sul é de hábitos silvestres, presente em regiões de mata.

Leia a notícia completa no site do Terra (título editado pelo blog)

“Porque eis que hão de vir dias em que dirão: Bem-aventuradas as estéreis, e os ventres que não geraram, e os peitos que não amamentaram!” Lucas 23:29 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Publicado em Notícias | Publicar um comentário

CFF coloca proposta de nova resolução em consulta pública

assessoriaO Plenário do Conselho Federal de Farmácia (CFF) deliberou no primeiro dia de sua 464ª Reunião Ordinária, que começou na terça-feira, 28 de novembro, e continua até quinta-feira, 30, a colocação em consulta pública de mais uma resolução. A proposta de normativa dispõe sobre as atividades do farmacêutico na prestação de serviços e assessoramento técnico sobre informação de medicamentos e produtos para a saúde. Apresentada pelo Grupo de Trabalho de Farmacêuticos no Sistema de Justiça do CFF, após alterações de texto inicialmente elaborado pelo CIM CRF-RS/UFRGS, ela conceitua CIMs – Centros de Informação sobre Medicamentos; SIMs – Serviços de Informação sobre Medicamentos; e NATJUs – Núcleos de Apoio e/ou Assessoramento Técnico ao Judiciário, organismos onde são desempenhadas essas atividades.

A coordenadora do GT, conselheira federal de Farmácia pelo estado do Acre, Rossana Freitas Spiguel, destaca que a regulamentação é urgente e necessária, considerando a ampliação da atuação do farmacêutico nesta área. Como exemplo, ela destaca a presença cada vez mais marcante dos farmacêuticos no Sistema de Justiça, auxiliando juízes nas decisões em processos. Onde ocorre, essa cooperação técnica tem contribuído para amenizar o crescimento do número de ações, que atingiu 1.000% em sete anos, com gastos de R$1,1 bilhão em 2015, segundo estudo feito pelo Instituto de Estudos Econômicos (Inesc).

A resolução proposta, que está sendo colocada em consulta pública, define critérios para o provimento desse serviço pelo farmacêutico. O presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, conclama os farmacêuticos, demais profissionais da saúde, operadores do Direito e a sociedade em geral a participar. “As contribuições serão fundamentais para aperfeiçoar a proposta”, assinalou o presidente, lembrando do esforço que tem sido feito pelo CFF no sentido de disciplinar, ampliar e resguardar a atuação do farmacêutico, visando ao atendimento das necessidades de saúde da população. Para ler a proposta de resolução, clique AQUI. Para encaminhar contribuições à consulta pública, basta clicar AQUI. O prazo vai até o dia 8 de janeiro de 2018.

Fonte: CFF

“Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.” João 1:10 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Publicado em Notícias | Publicar um comentário

EUA mudam classificação e quase metade dos adultos americanos passa a ter pressão alta

Leitura de 130 por 80 passa a configurar um problema de pressão. Antes, o limite era a partir de 140.

hipertensão arterialNovas diretrizes mudam o limite para a classificação de pressão arterial alta nos Estados Unidos. Com isso, 46% dos adultos americanos passam a ter a doença. Durante décadas, a pressão de uma pessoa era considerada alta quando persistia maior que 140 por 90, limite também usado no Brasil. Uma dúzia de grupos médicos anunciou nesta segunda-feira (13) uma mudança nesta leitura: agora, passa a valer a partir de 130 por 80.

Com essa nova diretriz, mais 14% dos adultos dos EUA passam a ter o problema – acréscimento de 30 milhões de pessoas, mas apenas 2% precisarão de medicação imediatamente. O restante precisará tentar estilos de vida mais saudáveis, de acordo com o conselho de médicos que aprovou a medida. Dietas pobres, falta de exercício e outros maus hábitos causam 90% dos problemas de pressão.

O risco de doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais e outros problemas caem à medida que a pressão sanguínea é estabilizada. O novo limite “é mais honesto” sobre o número de pessoas que tem o problema, segundo Paul Whelton, médico da Universidade Tulane, que liderou o painel de diretrizes. Apenas metade dos americanos com hipertensão tem controle sobre a doença. O anúncio dessa nova medida ocorreu em conferência da Associação Americana do Coração, em Anaheim, na Califórina.

Fonte: G1

“O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica.” Salmos 119: 50 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

rodapé sistema far vermelho

Publicado em Notícias | Publicar um comentário

Bebês estressados têm menor resistência à dor, aponta estudo

Em recém-nascidos afetados pelo estresse, o comportamento sozinho não é uma forma confiável de avaliar a dor que os bebês sentem, de acordo com um estudo publicado nesta quinta-feira (30) na revista científica “Current Biology”.

dor criançaO estudo, financiado pelo Conselho de Pesquisa Médica do Reino Unido, descobriu que bebês hospitalizados, já estressados pelo ambiente em que estão, têm uma maior resposta à dor do que recém-nascidos não afetados pelo estresse. Mas isso não é acompanhado por um aumento equivalente no comportamento da dor.

A equipe da University College de Londres responsável pelo estudo quis estabelecer se, como ocorre com os adultos, os bebês sentem mais dor quando são submetidos ao estresse. A pesquisa é importante porque médicos avaliam o comportamento dos bebês para receitar medicamentos para diminuir a dor.

Foram usados na pesquisa 56 recém-nascidos. O estresse de cada um deles foi medido pelo nível do hormônio cortisol na saliva e pelo padrão de seus batimentos cardíacos. Esses exames eram feitos antes e depois de submetê-los a uma pequena picada no calcanhar que era clinicamente necessária. Ao mesmo tempo, eles mediram a resposta dos bebês à dor com uma eletroencefalografia e por meio das expressões faciais.

Leia a notícia completa no site do Uol

“Vinde, e tornemos ao Senhor, porque ele despedaçou, e nos sarará; feriu, e nos atará a ferida.” Oséias 6:1 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Publicado em Notícias | Publicar um comentário

CRF-PR: Diplomação dos Novos Diretores e Conselheiros

foto eleitosO CRF-PR realizou no dia 7 de dezembro a cerimônia de diplomação dos novos Diretores e Conselheiros eleitos pelos farmacêuticos paranaenses no último mês de novembro. Em sessão solene conduzida pela Comissão Eleitoral Regional, representada pelo Dr. Carlos Cecy e Dra. Lia Mello de Almeida, foram diplomados:

Para o mandato de Conselheiro 2018/2021: Dra. Sandra Iara Sterza, Dra. Nádia Maria Celuppi Ribeiro, Dra. Marina Gimenes, Dra. Leila de Castro Marques Murari, Dr. Fabio de Brito Moreira e Dra. Cynthia França Wolanski Bordin (Suplente).

Para o mandato de Conselheiro 2019/2022: Dra. Mirian Ramos Fiorentin, Dra. Ana Paula Vilar da Silva, Dr. Fabio Francisco Baptista de Queiroz, Dra. Marisol Dominguez Muro, Dr. Arnaldo Zubioli e Dra. Monica Holtz Cavichiolo Groschocki (Suplente).

Para o mandato de Conselheiro Federal 2019/2022: Dr. Luiz Gustavo de Freitas Pires e Dra. Grazziela Samantha Perez (Suplente).

Para o mandato da Diretoria 2018/2019: Dra. Mirian Ramos Fiorentin (Presidente), Dr. Márcio Augusto Antoniassi (Vice-Presidente), Dra. Sandra Iara Sterza (Tesoureira) e Dra. Nádia Maria Celuppi Ribeiro (Secretária-Geral).

Em seu discurso, a Presidente eleita Dra. Mirian Ramos Fiorentin, agradeceu os Conselheiros, colaboradores do CRF-PR e farmacêuticos do Paraná, ressaltando seu compromisso de defender a categoria, lutar pelos direitos dos profissionais e honrar cada voto recebido dos farmacêuticos. Durante a sessão também foram homenageados o atual Conselheiro Suplente Dr. José Antônio Zarate Elias e o Vice-Presidente Dr. Emyr Roberto Carobene Franceschi, que encerram seus mandatos no CRF-PR.

Fonte: CRF-PR

“E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.” Atos 3:6 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Publicado em Notícias | Publicar um comentário

Novas diretrizes de vacinação contra o HPV em pessoas com HIV

HPV em pessoas com HIVA European Clinical Society of AIDS (EACS) recomendou que todas as pessoas com HIV com menos de 26 anos de idade sejam vacinadas contra o papilomavírus humano (HPV). No caso dos homens que fazem sexo com homens (HSH) com HIV, esta recomendação é ampliada para até os 40 anos.

O HPV é um vírus sexualmente transmissível responsável, por exemplo, pelo aparecimento de verrugas genitais. Determinadas cepas deste vírus estão envolvidas no aparecimento de câncer cervical (referido ao colo do útero ou cervix), ânus ou orofaringe. O câncer anal, cuja frequência é baixa entre a população em geral, está se tornando mais frequente entre pessoas com HIV (especialmente entre HSH portadores de HIV).

Um estudo austríaco de coorte de HIV revelou que, em 2015, 0,8% dos HSH com menos de 50 anos tinham sido diagnosticados com câncer anal, uma porcentagem que subiu para 2,6% no caso de homens que fazem sexo com homens com mais de 50 anos.

Ao elaborar as diretrizes sobre a vacinação contra o HPV, o EACS levou em consideração várias questões que afetam especificamente as pessoas com HIV, como se a vacinação ofereceria proteção aos idosos infectados pelo HIV (pois eles são muito prováveis ​​de terem sido expostos ao HPV), se a vacinação forneceu proteção a pessoas que já estavam expostas ao HPV ou se o programa de vacinação deveria ser seguido e qual a vacina preferida.

A vacinação contra o HPV antes de iniciar o sexo é uma estratégia eficaz para prevenir cânceres anal e cervical. No entanto, considera-se que a eficácia preventiva diminui rapidamente uma vez que a vida sexual já começou. No entanto, alguns estudos sugeriram que a vacinação de HSH contra o HPV poderia proporcionar um certo papel preventivo.

A vacina não-vascular contra o HPV (ativa para nove cepas deste vírus, especialmente envolvida no desenvolvimento de câncer) pode proteger três quartos dos homens com HIV e infecção anal contra HPV. Este efeito protetor também pode ocorrer em cerca de um terço dos homens com infecção por HPV na cavidade oral. Uma equipe de pesquisadores belgas apresentou uma revisão dos dados que apoiariam a estratégia de vacinação contra HPV das pessoas vivendo com HIV.

Fonte: Terra (Boa Saúde) e 16ª Conferência Europeia sobre AIDS

“Disse Pilatos: Haveis-me apresentado este homem (Jesus) como pervertedor do povo; e eis que, examinando-o na vossa presença, nenhuma culpa, das de que o acusais, acho neste homem.” Lucas 23:14 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Publicado em Notícias | Publicar um comentário