Vaga para Farmacêutico(a) na cidade de Curitiba – PR

Curitiba ParanáPara trabalhar em farmácia hospitalar.
Atribuições: controle de estoque, organização da equipe e farmácia clínica.
Preferencialmente com experiência, com pós graduação ou cursando.
Carga horária de 36 horas semanais: escalar de 12 x 36 horas (noturno).
Remuneração: R$ 2.700,00 + adicional noturno.
Benefícios: plano de saúde , vale alimentação e vale transporte.
Maiores informações com Mônica pelo telefone (41) 3028-2652.
Enviar currículos para o e-mail mbittencourt@hvitoria.com.br (Hospital Vitória).
Colaboração: Rafael Volpato Lopes
Esclarecimento sobre as vagas de emprego divulgadas no blog

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” Romanos 8:28 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Anúncios
Publicado em Vagas de Emprego | Publicar um comentário

Sindicato dos Farmacêuticos publica enquete sobre negociações coletivas com comércio do Oeste do Paraná

Atenção Farmacêuticos do Oeste do Paraná e municípios da base patronal do Sinfarma – Importante responder enquete sobre o reajuste salarial.

sim nãoO Sindicato dos Farmacêuticos no Estado do Paraná – SINDIFAR-PR convoca os profissionais Farmacêuticos do Oeste do Paraná, que laboram em farmácias nos municípios da base patronal do Sinfarma* (relação abaixo), para responderem a enquete quanto ao reajuste proposto pelo patronal. Precisamos nos unir contra o risco iminente, advindo da Reforma Trabalhista, de perda dos direitos já conquistados.

No início de janeiro de 2018 será realizado uma Assembleia em Cascavel para formalização da resposta da categoria em relação ao reajuste proposto mas, neste momento, é necessário ter conhecimento do posicionamento dos Farmacêuticos frente à proposta do patronal, para dar continuidade nas negociações e para isso é imprescindível que os profissionais respondam à enquete.

 A Pauta de Reivindicações foi encaminhada em agosto de 2017 e a contraproposta do patronal foi de reajuste de apenas 3% (três por cento), sem a possibilidade de acrescentar outros benefícios, conforme Pauta. O Sindifar-PR tem ciência que o INPC do período foi baixo, mas um reajuste neste índice (proposto) é insignificante frente a toda responsabilidade e trabalho que o Farmacêutico assume. Não foi aceito este índice porque a grande maioria dos profissionais recebem com base no piso e este já é muito aquém do que o Farmacêutico merece, e ainda sem acréscimo de outros benefícios solicitados, como a dispensa para realização de especializações na área.

É extremamente importante que respondam à enquete até terça-feira (19/12) através do e-mail secretaria@sindifar-pr.org.br  informando nome, cidade e a opinião: “O SINDIFAR-PR deve aceitar o índice proposto pelo patronal de 3% (três por cento) sem a concessão de nenhum outro benefício?” SIM  ou NÃO.

 Municípios abrangidos por esta negociação: Anahy, Assis Chateaubriand, Boa Vista da Aparecida, Braganey, Cafelândia, Campo Bonito, Capitão L. Marques, Cascavel, Catanduvas, Céu Azul, Corbélia, Diamante do Oeste, Diamante do Sul, Entre Rios do Oeste, Espigão Alto do Iguaçu, Formosa do Oeste, Foz do Iguaçu, Guaira, Guaraniaçu, Ibema, Iguatu, Iracema do Oeste, Itaipulândia, Jesuítas, Laranjeiras do Sul, Lindoeste, Marechal C. Rondon, Maripá, Matelândia, Medianeira, Mercedes, Missal, Nova Aurora, Nova Laranjeiras, Nova Santa Rosa, Ouro Verde do Oeste, Palotina, Pato Bragado, Quatro Pontes, Quedas do Iguaçu, Ramilândia, Santa Helena, Santa Lucia, Santa Tereza do Oeste, Santa Terezinha do Itaipu, São José das Palmeiras, São Miguel do Iguaçu, São Pedro do Iguaçu, Serranópolis do Iguaçu, Terra Roxa, Toledo, Três Barras do Paraná, Tupãssi e Vera Cruz do Oeste.

Fonte: SINDIFAR-PR

“Eu, porém, vos digo que não resistais ao mau; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra”  Mateus 5:39 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Publicado em Outros | Publicar um comentário

Anvisa aprova novo tratamento para inflamação crônica de pele

Droga é voltada para casos mais graves de dermatite atópica em adultos. Novo medicamento é produzido a partir de moléculas vivas modificadas.

dupixentA Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou terapia inédita para a dermatite atópica, um tipo de inflamação crônica de pele comum com pessoas com tendência a desenvolver alergias. Trata-se do Dupixent (dupilumabe), que faz parte da classe dos medicamentos biológicos. Essas drogas são feitas a partir de organismos vivos geneticamente modificados para produzir o princípio ativo do remédio.

No caso do dupilumabe, a droga é um anticorpo monoclonal, um clone da célula de defesa humana alterada para inibir a ação de substâncias envolvidas no desenvolvimento da doença. A aprovação da substância foi divulgada pela Anvisa na segunda-feira (11) e o registro foi dado à empresa francesa Sanofi-Aventis. O medicamento foi aprovado no final de setembro nos Estados Unidos e em julho desse ano na Europa.

As irritações de pele provocadas pela dermatite atópica costumam aparecer atrás dos joelhos, na parte frontal dos cotovelos, nas mãos e nos braços. A droga é voltada para casos mais graves da doença em adultos.

Fonte: G1

“Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha.” Mateus 7:24 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Publicado em Notícias | Publicar um comentário

Vaga para Farmacêutico(a) na cidade de Marmeleiro – PR

Marmeleiro PRPara atuar em farmácia de dispensação.
Preferencialmente com experiência.
Carga horária de 24 horas semanais (período noturno e plantões).
Remuneração: piso salarial proporcional + adicional.
Maiores informações com Micheli ou Inês pelos telefones (46) 3525-2739, 9 9109-2219 e 9 9114-2420.
Enviar currículos para o e-mail farmaciamiriam@hotmail.com (Luifarma).
Esclarecimento sobre as vagas de emprego divulgadas no blog

“Jesus disse: Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo.” João 6:51 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Publicado em Vagas de Emprego | Publicar um comentário

Conselho de Enfermagem: Nota pública sobre administração de vacinas em farmácias

Cofen tomará medidas legais contra normativa anunciada pela Anvisa; leia a íntegra da nota aprovada por unanimidade pela plenária do Cofen.

vacinas impasseO Conselho Federal de Enfermagem alerta as autoridades competentes e a sociedade para a ilegalidade e os riscos associados à administração de vacinas em farmácias e drogarias, sem a presença de profissionais de Enfermagem, conforme noticiado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 12 de dezembro de 2017. A notícia afirma ter sido aprovada uma resolução, ainda não publicada no Diário Oficial da União, autorizando farmácias a vacinarem usuários.

Com base no Decreto 94.406/1987, que regulamenta a lei nº. 7.498/1986, que dispõe sobre o exercício da enfermagem no Brasil, executar tarefas referentes á conservação e aplicação de vacinas é atividade de enfermagem.

O Manual de Normas e Procedimentos para vacinação do Ministério da Saúde publicado em 2014 define que “as atividades da sala de vacinação são desenvolvidas pela equipe de Enfermagem treinada e capacitada para os procedimentos de manuseio, conservação, preparo e administração, registro e descarte dos resíduos resultantes das ações de vacinação. A equipe de vacinação é formada pelo enfermeiro e pelo técnico ou auxiliar de enfermagem, (…)”.

Nos termos divulgados pela ANVISA, a nova norma entrará em conflito com a legislação que regulamenta a profissão de Enfermagem, caso não explicite qual o profissional habilitado para a administração de vacinas e atividades relacionadas.

Alertamos ainda para o risco à segurança do paciente, uma vez que, ao longo da sua formação, o profissional de Enfermagem recebe ampla capacitação teórica e prática relacionada à vacinação, o que não acontece com as demais profissões. O Conselho Federal de Enfermagem tomará as medidas jurídicas necessárias para assegurar o respeito à legislação vigente, às prerrogativas da Enfermagem e promover a segurança do paciente.

Fonte: Conselho Federal de Enfermagem – Cofen

“Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados”  Mateus 5:4 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

rodapé farmácia curitiba

Publicado em Notícias | Publicar um comentário

Cidades querem restringir visitas de representantes farmacêuticos a unidades de saúde

Governos locais tentam limitar acesso da indústria farmacêutica a médicos da rede pública – e a indústria reage. Um médico conta por que essa relação merece atenção.

visitação médicaHavia pouco mais de um ano que o recifense Rodrigo Lima terminara o curso de medicina. Atendia na pequena Gravatá, a 80 quilômetros do Recife, e adotara a prática de distribuir receitas de um medicamento. Era uma droga contra tosse – um incômodo, mas que pode denunciar um problema a ser tratado ou ajudar a expelir secreções de que o corpo precisa se livrar. Em muitos casos, o ideal é deixá-la seguir seu curso. Mas vários pacientes de Lima não contavam com essa opção.

Ele ganhara amostras do medicamento de um representante de vendas de uma empresa que acabara de lançar a droga. Como eram gratuitas, achou por bem distribuí-las. Depois que as amostras acabaram, passou a receitar. “Os pacientes gostaram e, meio no modo automático, passei a receitar para gente que, talvez, nem precisasse”, diz. Lima era médico de uma unidade pública de saúde. Os pacientes, muitos deles pobres, tinham de comprar a droga, mais cara que outras semelhantes. Ela não fazia parte das medicações disponíveis na rede pública.

Em 2003, Lima era recém-formado. Tinha pouco tempo na carreira, mas suficiente para que propagandistas da indústria farmacêutica, como aquele que o apresentou ao medicamento contra a tosse, fossem seus velhos conhecidos. Desde os tempos da faculdade, no Recife, ele os encontrava dentro dos hospitais onde fazia estágio. Em uma das instituições, filantrópica, cada ambulatório tinha um armário carregado de amostras grátis. Os médicos se sentiam bem de poder dar aos pacientes com menos recursos alguns medicamentos. As amostras não ficavam só nos hospitais. Os profissionais, em treinamento ou já formados, também ganhavam. O então estudante Lima levava para casa sacolas carregadas.

“Os parentes me ligavam para pedir remédio, e eu, ainda na faculdade, me sentia importante.” Estudantes de medicina não podem prescrever medicações, mas as informações dadas pelos representantes ajudavam Lima a saber como indicar. “É com essas informações que os médicos jovens formam seu arsenal terapêutico e se habituam com as marcas que passarão a usar”, diz. Havia também os eventos, promovidos por empresas farmacêuticas em churrascarias badaladas do Recife. “Como estudante, ia feliz da vida com a boca-livre.” Havia primeiro uma apresentação das novidades: lançamentos, estudos para reforçar ou ampliar a indicação de drogas. Depois, o jantar. Farto.

Hoje, Lima, de 39 anos, atende como médico de família em uma unidade pública de saúde nos arredores de Brasília. Ainda observa a relação estreita entre médicos e representantes da indústria farmacêutica. Mas sabe que, ao menos, no Distrito Federal esse relacionamento anda complicado. Uma lei que entrou em vigor em junho proíbe a presença de propagandistas em unidades públicas de saúde no horário de atendimento ao público. “A lei nos marginalizou”, afirma o propagandista Caio Santos, de 48 anos.

Leia a notícia completa no site da Época

Colaboração: Osvaldo Albuquerque Cavalcanti

“Meus filhinhos, o nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações.” 1 João 3:18 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

rodapé sistema far

Publicado em Notícias | Publicar um comentário

Vaga para Farmacêutico(a) na cidade de Londrina – PR

PR Londrina PR PRPara atuar em farmácia de dispensação.
Preferencialmente com experiência.
Horário: das 8 às 12:30 horas.
Remuneração: piso salarial proporcional.
Maiores informações com Miller pelos telefones (43) 3342-6676 ou 9 9601-0626.
Enviar currículos para o e-mail miller.guerreiro@hotmail.com (Farmácia ViverMais).
Colaboração: Maycon Ferreira
Esclarecimento sobre as vagas de emprego divulgadas no blog

“Ele fica perto dos que estão desanimados e salva os que perderam a esperança.” Salmos 34:18 (clique aqui, assista o vídeo e se surpreenda)

Publicado em Vagas de Emprego | Publicar um comentário